Questões Sociais - Saúde Pública

Delicioso, mas gorduroso

a luta contra a obesidade do Instituto Movere.

Os brasileiros têm sido lentos em reconhecer o surgimento da obesidade como um problema sério, isso talvez seja por terem que lidar com um passado traumático devido ao histórico de desnutrição no País. Vários médicos começaram a tratar os sintomas físicos da doença sob a suposição de que ela pode ser tratada rapidamente com drogas; mas eles geralmente falham em reconhecer os fatores psicológicos, comportamentais e socioeconômicos que levam à obesidade.

Vera Lúcia Perino está liderando o caminho na resolução deste problema entre as crianças com excesso de peso de baixa renda e jovens. Nos últimos 20 anos, as taxas de obesidade entre as crianças brasileiras dispararam 240%. Hoje, 10% das crianças e 17% dos adolescentes estão acima do peso, independentemente do status socioeconômico. É exatamente por causa da complexidade do problema que as crianças e adolescentes são particularmente vulneráveis: uma criança obesa é de 30 % a mais propensa de que após a formação permaneça obesa na idade adulta. Este risco aumenta em 50 % nos adolescentes com excesso de peso. Lidar com esse problema no Brasil implica chegar a um acordo com muitas noções preconcebidas sobre a fome, pobreza e bem-estar. O Instituto Movere, desde 2004, previne e trata a obesidade em crianças e adolescentes com suas famílias. Atuando com base em evidências científicas, nas áreas de nutrição, psicologia, educação física, fisioterapia e buscando a mudança comportamental.
tentável para essas atividades econômicas.

14

WebSite: http://www.institutomovere.org.br/

Veja Mais

O Instituto